Curtiss P-40E Warhawk

ARII304112

Novo produto

Kit em plástico da Arii, à escala 1:48, serve de base para construção do Curtiss P-40E Warhawk, com decalques para fazer uma versão dos Tigres da Malásia da USAAC.

Mais detalhes

1 Item

Artigo disponível para entrega imediata.

Ao comprar este produto pode ganhar até 13 pontos de fidelização. Seu carrinho totalizará 13 pontos de fidelização que podem ser convertidos num vale de desconto de 0,13 €.


13,00 € Sem IVA

0.54 kg
Entrega: 1 a 5 dias úteis

Adicionar à Lista de desejos

Ficha informativa

MarcaArii
Referência304112
TipoKit em plástico
Escala1:48
MotivoCaça da 2ª Guerra Mundial
Peças plásticon/d
Máscara de pinturaIncluí folha adesiva com máscara de pintura.
DecalquesUSAAC
Periodo histórico1939 - 1958
AtençãoNão incluí tintas nem cola (venda em separado).
ConteúdoPeças em plástico | Decalques | Manual de instruções

Mais informação

O Curtiss P-40 Warhawk foi um avião monomotor norte-americano, monolugar de asa baixa. Construído completamente em metal como avião de ataque ao solo, voou pela primeira vez em 1938, e foi usado em grande número durante a Segunda Guerra Mundial.

O P-40 resultou de um desenvolvimento da célula do caça P-36 Hawk de modo a se poder alcançar uma produção em massa de aviões sem uma perda significativa de tempo gasto em desenvolvimento.

Quando a produção terminou, em Novembro de 1944, 13 738 P-40s tinham sido produzidos; eles foram usados pelas forças aéreas de 28 países até 1948.

Warhawk foi o nome que o United States Army Air Corps (USAAC) adotou para todos os modelos, fazendo com que todos os P-40 nos EUA tivessem esse nome. As forças aéreas do Império Britânico deram-lhe o nome de Tomahawks aos modelos equivalentes aos P-40B e P-40C, e Kittyhawk aos modelos equivalentes ao P-40E e versões posteriores.

A falta de compressor de dois estágios fez com que o P-40 obtivesse prestações bastante inferiores aos caças da Luftwaffe nos combates a altas altitudes. Por este motivo o P-40 foi pouco usado teatro de operações do noroeste da Europa. No entanto, entre 1941 e 1944, o P-40 teve um papel crucial com as forças aéreas aliadas em cinco grandes teatros da guerra: China; Mediterrâneo; Sudeste da Ásia; Sudoeste do Pacífico e na Europa Oriental.

O P-40 teve o seu baptismo de fogo com os esquadrões na Força Aérea do Deserto do Império Britânico , em agosto de 1942. A fraca performance a grandes altitudes do P-40 não era crítica no Norte da África e Médio-Oriente, onde a sua capacidade de transporte de bombas, blindagem e grande raio de acção o tornavam muito valioso. O 112º Esquadrão da R.A.F. foi o primeiro a pilotar Tomahawks no Norte da África. Este esquadrão copiou as famosas bocas de tubarão, utilizadas pelos caças-bombardeiros Messerschmitt Me 110 Zerstörer, da Luftwaffe, e a marca foi posteriormente adotada pelos P-40 pertencentes à esquadrilha Tigres voadores na China.

O P-40 Warhawk na Força Aérea Brasileira

Empregado entre 1942 e 1954, o P-40 Warhawk foi a primeira aeronave da FAB capaz de realizar missões de caça e defesa aérea no Brasil durante a Segunda Grande Guerra. Com ele a FAB forjou a estrutura da sua Aviação de Caça. Ao término do conflito, todos os P-40 foram concentrados em Canoas, vindo a se tornar sinônimo de 1°/14° Grupo de Aviação – Esquadrão “Pampa”, unidade que teve o privilégio de usar os Warhawks por uma década até a sua desativação. 

Kit em plástico da Arii, à escala 1:48, serve de base para construção do Curtiss P-40E Warhawk, com decalques para fazer uma versão dos Tigres da Malásia da USAAC.

Avaliações

Sem avaliações neste momento.

Escrever uma avaliação

Curtiss P-40E Warhawk

Curtiss P-40E Warhawk

Kit em plástico da Arii, à escala 1:48, serve de base para construção do Curtiss P-40E Warhawk, com decalques para fazer uma versão dos Tigres da Malásia da USAAC.

30 outros produtos na mesma categoria: